Crise dos refugiados: O naufrágio da Europa

3 setembro 2015
Cartoon Movement Amsterdam

O naufrágio da Europa –

A fotografia do corpo do refugiado sírio Aylan Kurdi, de 3 anos, que deu à costa numa praia de Bodrum, na Turquia, deu a volta ao mundo. Aylan morreu afogado junto com a mãe, o irmão mais velho e outras nove pessoas que tentavam chegar à ilha grega de Kos, entre 1 e 2 de setembro.

A fotografia de Aylan Kurdi tornou-se emblemática da crise de refugiados que atinge a Europa e da incapacidade dos líderes europeus de trocar uma política repressiva por uma política de acolhimento, à exceção notável da Alemanha, que decidiu aliviar a sua atitude face aos requerentes de asilo proveniente da Síria. Uma reunião de emergência dos ministros do Interior da UE foi convocada para o 14 setembro “com a finalidade de estudar a pressão sobre o terreno, as ações políticas e deliberar os próximos passos para fortalecer a resposta europeia”.

Desde o início do ano, morreram mais de 2600 imigrantes a tentar chegar à Europa.