Offshore Leaks : “Tempestade sobre os paraísos fiscais”

5 abril 2013
Presseurop
Tribune de Genève

Tribune de Genève, 5 abril 2013

A parte da investigação jornalística “Offshore Leaks” sobre os paraísos fiscais implica, segundo o diário,

mais de 300 pessoas e 700 empresas, dos quais cerca de 20 bancos e numerosos intermediários financeiros que deram ordens a milhares de empresas offshore para guardarem o dinheiro dos seus clientes estrangeiros. [O banco] UBS terá assim aberto 2900 empresas offshore numa dezena de jurisdições, via Portcullis Trustnet, uma empresa sedeada em Singapura e ativa numa dezena de jurisdições, como as Ilhas Cook ou as Ilhas Caimão. O Credit Suisse fez a mesma coisa, criando mais de 700 empresas.

Na Suiça, foram os jornais Le Matin Dimanche e SonntagsZeitung que participaram na investigação e que estão a publicar os resultados.